Administração: BM Consultórios


Blog Noticias

Qual a diferença entre Endocrinologia e Metabologia?


   Endocrinologia é uma especialidade médica relativamente nova e que cuida dos transtornos das glândulas endócrinas. O termo “Endocrinologia” é derivado do grego (endo = interno e krino = separar, secretar; ou seja, “secreção interna”, referindo-se aos hormônios).
   Glândulas são órgãos que produzem as mais diversas substâncias, que irão auxiliar em várias funções do organismo. Elas podem ser divididas em dois tipos: as endócrinas, popularmente conhecidas como hormônios (que secretam substâncias no sangue) e as exócrinas (que secretam substâncias em cavidades internas ou no exterior do corpo). 
   Hormônios são as substâncias que regulam o funcionamento de um ou mais órgãos do corpo, localizados geralmente à distância da glândula que os produziu. Os hormônios controlam a reprodução, o metabolismo (“queima” dos alimentos e eliminação de resíduos), o crescimento e o desenvolvimento. Eles também controlam a maneira pela qual você responde ao meio ambiente, e ajudam a regular a quantidade exata de energia e nutrientes que o seu corpo precisa para funcionar.  A endocrinologia caminha lado a lado com a metabologia.
   Já a metabologia (palavra oriunda do grego, sendo metabolé: transformação, mudanças e lógos: tratado) é uma especialidade médica relativamente nova e que consiste no estudo do metabolismo humano, ou seja, das transformações energéticas que dão vida ao ser humano, tendo em vista a alimentação como fonte de energia elementar.
   A metabologia é, portanto, responsável por estudar as moléstias do metabolismo, definido como o conjunto de mecanismos químicos que o organismo necessita para a formação, desenvolvimento e renovação de estruturas celulares, além da produção de energia exigida por manifestações internas e externas.

Quais doenças a Endocrinologia trata?
   Os endocrinologistas reconhecem e tratam problemas hormonais, visando a restabelecer o equilíbrio natural dessas substâncias no corpo. Como os hormônios regulam praticamente todas as funções orgânicas, suas alterações podem provocar diversas doenças:

Andropausa: Os hormônios masculinos podem diminuir quando o homem envelhece. Nesse caso, algumas pessoas podem sentir cansaço, diminuição da força muscular e disfunção sexual, necessitando da ajuda do especialista para fazer reposição hormonal;

Reposição hormonal da menopausa: A reposição hormonal é um tratamento eficaz, feito com hormônios iguais ao da própria mulher, para amenizar o desconforto e os riscos causados pela menopausa;

Colesterol e triglicerídeos: A alimentação errada e algumas doenças podem levar ao aumento do colesterol e dos triglicerídeos em adultos e crianças. Com um tratamento adequado, o risco de futuras complicações cardiovasculares é reduzido;

Crescimento: Uma criança saudável tem um crescimento normal. O crescimento deficiente ou excessivo pode ocorrer em função de alterações hormonais, nutricionais ou genéticas;

Diabetes: Pessoas que apresentam sobrepeso, hipertensão, alterações de gordura no sangue, histórico familiar de diabetes devem procurar um endocrinologista;

Distúrbios da menstruação: Alterações do ciclo menstrual (falta de menstruação ou menstruação mais de uma vez ao mês) podem significar problemas hormonais e, por isso, devem passar pela investigação de um endocrinologista, visando a estabelecer um tratamento adequado;

Distúrbios da puberdade: Crianças que desenvolvem precocemente pelos pubianos, odor axilar e desenvolvimento das mamas, apresentam distúrbios hormonais e necessitam avaliar a origem do problema. Os adolescentes que não desenvolvem essas características também necessitam de uma avaliação;

Doenças da glândula supra-renal: Aumento de peso, estrias avermelhadas, pelos excessivos, pressão alta ou baixa, puberdade precoce, além do escurecimento da pele, podem significar problemas na glândula supra-renal;

Doenças da hipófise: Tumores da hipófise podem levar à presença de leite nas mamas, fora do período de amamentação, além de mudanças faciais, aumento do número do sapato, dores de cabeça e distúrbios da visão;

Excesso de pelos: Mulheres com excesso de pelos na face (hirsutismo), acne ou aumento da musculatura, podem estar com produção excessiva de hormônios masculinos;

Obesidade: A obesidade representa um risco para a saúde de crianças e adultos. O tratamento orientado por  esse especialista evita uma série de complicações cardiovasculares, ortopédicas, entre outras;

Osteoporose: Dores nos ossos e fraturas frequentes podem significar enfraquecimento ósseo. A osteoporose é uma doença endócrina e que deve ser diagnosticada e tratada o quanto antes;

Tireoide: Nódulos ou aumento de volume do pescoço, nervosismo, insônia e alterações no ritmo intestinal, coração acelerado, perda ou ganho de peso, e excesso de frio ou calor são os principais sintomas de problemas na tireoide.

FONTE: CLIEME e ENDOCRINO



Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/centromedicofreicaneca/www/wp-includes/functions.php on line 3778

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/centromedicofreicaneca/www/wp-includes/functions.php on line 3778